EXERCÍCIO DE REPROGRAMAÇÃO MENTAL

Por quantas vezes não notamos que nos tornamos vulneráveis e muito sensíveis às opiniões alheias, e iniciamos um processo de sabotagem, absorvendo as fofocas, as maledicências, grosserias. Esses processos em geral são iniciados quando damos excessiva importância às críticas negativas que recebemos e deixamos que elas aos poucos reprogramem nossa mente e minem nosso emocional, com isso, pouco a pouco nossa auto-estima vai diminuíndo, vamos nos sentindo inferiores, nossa força de vontade vai desaparecendo, como se nós mesmos fossemos encolhendo, deixando que as pessoas nos controlem, decidam por nós e escolham como devemos ser, pensar e agir.

Em parte esse processo ocorre com uma boa parcela de culpa nossa mesmo, pois autorizamos a absorção das críticas, através da mágoa, da falta de fé em si mesmo e da baixa auto-estima. A dinâmica do mundo em que vivemos nos condiciona a desde de pequenos nos reprovarmos por nossas ações, nossa aparência, nossas escolhas, somos reprimidos, oprimidos, e condicionados a agir dentro de um padrão para agradar mais aos outros do que a nós mesmos e assim vamos nos sufocando, vamos murchando e deixando morrer o nosso verdadeiro EU.

Esse exercício de reprogramação foi criado usando técnicas da PNL e da Neurolinguística para ajudar no processo de descondicionamento mental dessas repressões que foram assumidas para si, funcionando como um novo código, um novo programa a ser instalado na nossa mente de forma que nos ajude a nos libertar de tudo aquilo que nos mantém para baixo, que nos mantém estagnados, ajudando a aumentar nossa confiança em nós mesmos, a fortalecer nossas defesas contra palavras e pensamentos venenosos emitidos contra nós e para levantar nossa auto-estima e nossa força de vontade para caminharmos cada vez mais e mais longe.

Instruções sugeridas: toda manhã e toda noite, durante 21 dias, você deve repetir essas afirmações três vezes em voz alta, até que penetrem totalmente na sua mente consciente e subconsciente.
EXERCÍCIO DE DESIDENTIFICAÇÃO
Eu tenho um corpo, mas não sou esse corpo. Meu corpo pode se encontrar em diferentes condições de saúde ou doença. Isso nada tem a ver com o meu “ Eu” verdadeiro.

Eu tenho um comportamento, mas não sou esse comportamento. Todo o meu comportamento provém dos meus pensamentos. Como não desenvolvi controle de mim mesmo, e assim ainda funciono no piloto automático, às vezes me comporto de forma inadequada. Mas ainda que eu me comporte bem ou mal, eu não sou esse comportamento. Isso nada tem a ver com meu “ Eu” verdadeiro.

Eu tenho emoções, mas não sou essas emoções. Porque ainda não desenvolvi o controle de mim mesmo, minhas emoções às vezes são negativas e outras vezes positivas. À medida que eu for me assenhoreando de minha vida, isso irá mudar. Embora uma onda de emoções possa me dominar, eu sei que não sou essas emoções. Minha verdadeira natureza não irá mudar. “Eu” permaneço o mesmo.

Eu tenho uma mente, mas eu não sou essa mente. Minha mente é a ferramenta que tenho para criar emoções, o comportamento e o corpo físico, assim como as coisas que atraio para minha vida. Porque ainda não desenvolvi o controle de mim mesmo, minha mente às vezes me governa, em vez de eu controlar a minha mente. A mente é o meu instrumento mais valioso, mas não, mas não é aquilo que “ Eu” sou.
EXERCÍCIO DE IDENTIFICAÇÃO
O que sou “ Eu” ?

Depois de desidentificar-me dos conteúdos da consciência, afirmo que sou um centro de pura autoconsciência. Sou um centro de vontade e poder pessoais, capaz de ser a causa e o criador de cada aspecto de minha vida. Sou capaz de dirigir, de escolher e de criar todos os meus pensamentos e emoções, o meu comportamento, a saúde do meu corpo e as espécies de coisas que atraio para a minha vida, É isso o que “ Eu” sou.
Direcione os pensamentos na libertação.

2º PASSO: RETOMANDO O PODER PESSOAL


AFIRMAÇÕES PARA TER PODER PESSOAL E TORNAR-SE A CAUSA CRIATIVA

Eu sou o poder, o senhor e a causa de minhas atitudes, emoções e comportamentos.
Sou cem por cento poderoso, amoroso e equilibrado em todos os momentos.
Sou poderoso, saudável e completo dentro de mim mesmo. Tenho preferências e não apegos.
Sou totalmente poderoso e decido em tudo o que faço.
Tenho perfeito controle sobre todas as minhas energias a serviço de um objetivo espiritual amoroso.
Sou o senhor de minha vida, e minha mente subconsciente é minha amiga e serva.
Sou um centro de pura autoconsciência e vontade, com a capacidade de direcionar minhas energias para onde quer que eu queira enviá-las.
Sou poderoso, centrado em mim mesmo em todos os momentos e amoroso em todos os momentos.
Sou poderoso e centrado em mim mesmo em todos os momentos, e não permito que nada do universo exterior atrapalhe o meu equilíbrio.
Detenho cem por cento de meu poder pessoal e prometo jamais dar esse poder à minha mente subconsciente ou a outras pessoas quaisquer.
Tenho autocontrole e autodomínio perfeitos em tudo que faço.
INVULNERABILIDADE EMOCIONAL
Sou totalmente invulnerável à energia negativa de outras pessoas. A energia negativa dos outros se desvia de mim sem provocar nenhum efeito.
Sou eu mesmo a causa de minhas emoções, e não outras pessoas. Jamais darei novamente aos outros tais poderes sobre mim.
A energia negativa de outras pessoas ricocheteia em mim como se eu fosse uma almofada de borracha.
Eu ouço o que os outros me dizem. Entretanto, só assimilo aquilo que “ Eu” resolvo assimilar.
O único efeito que a energia negativa de outras pessoas tem sobre mim é o efeito que eu permito que ela tenha. De agora em diante, decido não mais ser afetado.